Você qual a diferença entre animais domésticos e animais silvestres?

cTodos os animais que vivem ou nascem em um ecossistema natural, como florestas por exemplo, são considerados animais silvestres. Lobo-guará, mico-leão-dourado e capivara são exemplos de animais nativos. Há também aqueles animais que são criados em ambiente doméstico, como hamster, porquinho da índia, calopsita, coelho e papagaio. Esses animais são considerados animais silvestres e não-convencionais.

Já os animais que têm convivência e estão acostumados com a presença do homem são considerados animais domésticos, pois vivem fora de seu ambiente natural. Um exemplo básico da vivência de seres humanos e animais é o cavalo. Não podemos esquecer também de cães e gatos que estão presentes na maioria dos lares e são vistos como animais companheiros e em algumas ocasiões até como filhos por seus tutores.

Ter um animal silvestre capturado da natureza é crime. O indivíduo que cometer este ato está sujeito a prisão de seis meses a um ano além de multa. Animais silvestres só podem ser mantidos fora de seu habitat por criadores. Isto deve ser devidamente legalizado e controlado pelo IBAMA. O Ibama é o órgão responsável por autorizar a criação de animais silvestres no Brasil. A legislação seguida depende de cada estado e só é possível criar animais que sejam originais da fauna brasileira.

Em caso de atendimento a um animal silvestre, o mesmo deve ser feito por veterinários ou pessoas que estejam preparadas para essa ação.

No Hovet São Pedro, todas as quartas-feiras, das 19h as 21h, temos consulta na Clínica de Animais Silvestres com o Dr. Justiniano Proença. Solicite agendamento para seu pet silvestre pelo telefones:

Telefones:
(11) 2345-5860
(11) 2345-7171
(11) 99482-3000

 

 

Também pode interessar